Total de visualizações de página

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

A gestão é fundamental em todos os negócios, desde as grandes corporações as micros empresas. As micros e pequenas empresas tem essa dificuldade bem aparente, muitas vezes os donos e seus funcionários são ótimos técnicos e conhecedores dos seus produtos, tecnicamente. Contudo, pecam em gestão e administração da produção; não conseguindo “enxergar” além dos paradigmas da manufatura tradicional e, essas, são muito bem enraizadas.
É necessário entender e tentar enxergar além desses paradigmas como Ohno fez na Toyota. Quando a Segunda Guerra terminou o Japão estava destruído e o sistema de produção em massa produzindo muito bem e com sucesso. Produzia-se muito de poucos (muito produto de pouco modelo) que reduzia o preço do produto. Toyoda Kiichiro, então presidente da Toyota, fez um discurso que dizia: “Alcancemos os EUA em três anos ou a indústria automobilística Japonesa não sobreviverá”. Com isso, designou Ohno a tal incumbência.
Ohno iniciou o processo para alcançar e, até, superar o sistema de produção em massa dos EUA. Ohno começou pela a seguinte análise: “Será que um americano realmente poderia trabalhar mais que um japonês?” Bem, por certo os japoneses estavam desperdiçando alguma coisa e se pudessem eliminar esse tal desperdício a produtividade deveria aumentar, essa foi a ideia que marcou o início da maravilhosa filosofia Lean do STP.
A Base para o STP é a eliminação total dos desperdícios e, os dois pilares são:
·         JIT
·         Jidoka
E, esses, são sustentados pelo trabalho qualificado, padronizado e nivelado (Essas ferramentas serão tópicos de outros posts.)
Segundo a FIESP, a taxa de mortalidade das pequenas empresas está na casa dos 23%. Esse número poderia ser menor caso os empreendedores e/ou pequenos empresário enxergassem e tivessem a audácia e o arrojo de Kiichiro. 

Deiler Oliveira