Total de visualizações de página

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

  Mapeamento de Fluxo produtivo
Todas as inovações eficazes são surpreendentemente simples. Na verdade, o maior elogio que uma inovação pode receber é haver quem diga: “isto é óbvio. Por que não pensei nisso antes?”
PETER DRUCKER
Um dos pontos mais importantes do Lean é mapear o fluxo de todo o processo produtivo, e verificar os processos que agregam valor, os que não agregam valor, mas são necessários e os que definitivamente não agregam valor  e não são necessários.
Os passos do mapeamento são:
É indispensável que os colaboradores chaves dos processos se reúnam para desenhar toda a cadeia, e não se esquecer dos detalhes, os detalhes fazem a diferença, na hora de colocar a mudança em prática.
Coloque os documentos que são preenchidos, o que vai e volta durante o processo, quem faz o que e em quanto tempo faz. Não pule etapas! Seja criterioso! Geralmente conseguimos eliminar os processos de parada entre etapas de produção, melhorar documentos para que não engesse os processos e eliminar conferências desnecessárias, sempre estimulando o colaborador a realizar seu melhor! Durante as análises lembre-se sempre dos 7 desperdícios.
O desenho do fluxo deverá ser feito de forma clara, abaixo um exemplo de como fizemos. Desenhamos os fluxos de materiais e informações com fita crepe, processos com etiquetas colantes e desenhos dos colaboradores responsáveis. Até para quem conhece, na hora, aparecem várias dúvidas por isso é necessário ser meticuloso para mapear todo o processo (docs, info, materiais, pessoas e etc) Abaixo a foto de exemplo.

É necessário, fazer um fluxo sobre o processo atual, divida a folha e faça de uma maneira que de para comparar o fluxo atual e o proposto. Assim que terminar o fluxo atual peça para alguns dos outros colaboradores, que conhecem o processo e não estão participando, para verificar se não está faltando algo ou se há algo divergente.  Faça o mesmo, com o fluxo proposto.
Não tente eliminar processos que não agregam valor, porém são de extrema importância para o funcionamento do todo,  tente melhorá-los! É necessário a anáálise durante todo esse projeto, do que é importante e não pode ser “deixado de lado”, Depois de finalizado, é necessário passar o fluxo para um programa, divulgar na empresa e principalmente treinar os envolvidos... treinar, treinar e treinar... essa parte é a mais importante , temos que treinar o quanto for necessário, faça demonstrações e cartilhas de treinamento e. Lembrem-se, sempre, que não podemos nos perder nos detalhes e devemos sempre cumprir os prazos.
No caso acima, depois das análises tiramos algumas vistorias e implantamos o Kanban para operacionalizar a puxada. Essa importante ferramenta fica para outro post.
Lembre- se você só pode modificar o que conhece, estude a fundo seu processo e você só pode modificar o que você mede, então faca todos os KPIs necessários e para o sucesso final é necessário acompanhar sempre.



Camila Elizabeth Prianti